PAZ

Mais uma vez eu me enganei, porque mais uma vez eu pensei que com você seria diferente.
Que droga de amor é esse que se mostra em uma outra versão toda vez que as coisas não saem como você esperava?
Eu também não esperava mais tantas viagens, tanta intimidade, tanto tempo juntos...
Eu esperava que as coisas fossem se dissolvendo e que não haveriam mais lágrimas, sobrando lugar para o riso.
Foram tantos os tempos de tanta cumplicidade, de carinho, de entendimento e era exatamente isso o que eu queria guardar, só o bom.
Mas me pego pensando no que ficou...
Sinto aquela angústia ruim dos finais, lamento pelo que não foi, mas tenho toda a tranquilidade de saber que fiz tudo que pude e muitas vezes mais do que deveria.
Na certeza de que para todo fim há um novo recomeço, começa um tempo de paz.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sou muitas...

A mulher de Virgem