Postagens

Acho que uma das coisas que a gente tem a obrigação de fazer pela gente é descobrir quem realmente se é e o que você merece.
A gente passa a vida em busca das respostas, que geralmente vem de fora, quando o correto no meu entendimento seria vir de dentro.
Nos envolvemos com os dramas alheios como se eles fossem nossos.
Nos sensibilizamos por suas dores e dissabores.
Oferecemos sem resistência o amor que deveríamos nos dar todos os dias, gentil e abundantemente.
Entramos em relacionamentos com motivo para o possível término, ou vamos embora porque as coisas complicam.
Sem se dar conta de que é nas complicações que o amor surge.
Por isso a importância de ficar por perto mesmo que em silêncio.
Acho que muitas coisas não vão para frente por causa da desistência e do abandono.
A gente precisa aprender a não dizer adeus tão depressa, porque as coisas mudam, eu mesma mudo todos os dias...
O que a gente precisa é ter coragem o suficiente para desbravar a natureza um do outro, como fazemos ao …

Sobre o que e quem me importa...

Tudo que me importa é sempre muito.
Não sei dividir atenções, afetos e tempo.
Acho que quem divide muito acaba não se doando por inteiro, e partes, elas não me interessam mais.
Sempre quis alguém com mais maturidade que eu, pois muitas vezes eu me perco no meu mundo cheio de imaginação.
Sempre quis alguém que provocasse em mim as melhores emoções, as mais positivas e altruístas, as mais leves...
Sempre quis mais da vida e sentia que ela também queria de mim.
Continuo intensa, mas hoje me tornei menos exigente.
Abri mão das lutas e das certezas.
Não quero insistir tanto, não quero ter que provar que estou certa, quero apenas sentir que alguém se importa, tanto quanto eu.

Sobre as coisas que aprendi com as diferenças...

As diferenças nos torna mais humanos.
Se os iguais nos deixa confortável, o diferente nos faz repensar comportamentos.
Se os iguais concordam com tudo, os diferentes te obrigam a buscar e tentar novas possibilidades.


Contradições

Vivo na corda bamba entre o amor e a razão.
Embora saiba que praticidade não combina com afeto.
Penso em quantas vezes me boicotei pelo medo de sofrer, quantas vezes sofri as consequências por falar demais, quantas vezes apontei a falha do outro sem querer enxergar as minhas...
Vivo oscilando entre o que desejo e o que realmente posso ter.
Vivo tentando me encaixar em contextos que não são meus, mas que eu desejaria que fossem.
Vivo errando, ansiando pelo dia em que realmente acertarei.
Seguro o choro e finjo ser fortaleza.
Tento ser aquilo que almejo e tento viver o que acho bonito.
Quero ser o que não fui para quem sabe chegar ao que sempre quis.

PAZ

Mais uma vez eu me enganei, porque mais uma vez eu pensei que com você seria diferente.
Que droga de amor é esse que se mostra em uma outra versão toda vez que as coisas não saem como você esperava?
Eu também não esperava mais tantas viagens, tanta intimidade, tanto tempo juntos...
Eu esperava que as coisas fossem se dissolvendo e que não haveriam mais lágrimas, sobrando lugar para o riso.
Foram tantos os tempos de tanta cumplicidade, de carinho, de entendimento e era exatamente isso o que eu queria guardar, só o bom.
Mas me pego pensando no que ficou...
Sinto aquela angústia ruim dos finais, lamento pelo que não foi, mas tenho toda a tranquilidade de saber que fiz tudo que pude e muitas vezes mais do que deveria.
Na certeza de que para todo fim há um novo recomeço, começa um tempo de paz.

...

Tem muito de você  em cada canto.
Tem muito de você no meu dia.
Tem muito de você ainda dentro de mim.
Mas agora tudo está em seu lugar, você no seu e eu no meu.
E assim as coisas ficam menos caóticas e mais organizadas,
O tempo reorganiza tudo.
A alegria e a coragem são uma dupla imbatível.