Pular para o conteúdo principal
Se você soubesse o quanto é especial para mim, jamais se colocaria em lugar comum...

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A mulher de Virgem

Se você estiver procurando por uma secretária ou dona-de- casa perfeita, provavelmente deve procurar alguém de outro signo. O principal dom da mulher de Virgem é sua inteligência, não sua capacidade de organização. Se você encontrou o tipo de virginiana compulsivamente caseira e que tira pó três vezes por dia, está em maus lençóis, porque está diante de uma virginiana que usa os rituais para se esconder de grandes emoções explosivas.

Há muitas mulheres de Virgem que têm interesse por seus lares e gostam de um ambiente organizado e bonito. Porém, o que realmente importa é seu bom gosto, sutileza e compreensão. Ela também é fortemente perspicaz a respeito das pessoas e da vida. Mas, é claro, tem defeitos. A virginiana pode ser terrivelmente auto-suficiente e, muitas vezes, é difícil vê-la "casada" no sentido mais profundo da palavra. Existe uma parte da virginiana que é psicologicamente intocável e, se você tentar invadir esse espaço privado e secreto, é provável que você prod…

Sou muitas...

"Sou muitas, sou razão, sou emoção... Sou um pouco de tudo que vivi, sou o que me ensinaram a ser, sou simples e complexa. Mas sou eu mesma, imperfeita, buscando mais e melhor."

E quantas definições mais me darei?
Quantas mulheres existem dentro de mim?
Que venham todas as definições,e sei que ás vezes não conseguirei me definir também...
Que venham todas as mulheres...
O que eu quero é estar em paz com todas elas!

Não há o que lamentar, somente agradecer...

E eu que nunca pensei em sentir saudade...
Que não imaginava que o vazio caberia em minha vida...
Eu tão cheia de coragem, me tornei covarde.
Saí sem me despedir, lamentando não ter ficado.
Tristeza não cabe, mas aparece e precisa ser preenchida.
Não existem muitas explicações além daquelas que já sabemos, mas que negligenciamos.
O amor aconteceu, é fato!
Mas não soubemos o que fazer com ele. Nunca gostei das coisas fáceis, mas sempre desisti das muito difíceis, pois estas sempre nos custam um esforço maior, e eu por alguma razão sempre penso que quando o esforço é muito há sempre um desequilíbrio.
Eu poderia chorar, mas não consigo.
Eu poderia inventar uma desculpa para acalentar meu coração.
Eu poderia culpar a distância, o custo, a incompatibilidade dos signos, a divergência de opiniões, a cultura, a diferença de idade, a minha insegurança...
Eu poderia tentar levar as coisas de uma outra maneira, sob uma perspectiva diferente...
Eu poderia me vitimizar...
No entanto, eu prefiro pe…